Português | English

Caros(as) Amigos(as),

Tenho o grato prazer de vos convidar a associarem-se à realização do “IV Congresso Internacional de Gerontologia e Geriatria” que a Escola Superior de Educação João de Deus, em parceria com a AIP – Feiras, Congressos e Eventos, irá organizar, no âmbito da sua licenciatura em Gerontologia Social.

O IV Congresso Internacional de Gerontologia e Geriatria, consagrado à temática – "Envelhecimento ativo, saudável e positivo” terá lugar, em Lisboa, nos dias 5, 6, e 7 de Dezembro de 2014, integrado no evento "Portugal Maior 2014".

Como é do vosso conhecimento, vários países da União Europeia e Portugal em particular defrontam-se com um processo significativo de envelhecimento da sua população.

O índice de envelhecimento ou de vitalidade, em Portugal, em 1960, era de 27,3% e de 129,4% em 2013.

Portugal tem atualmente 26,6% da população com mais de 65 anos de idade. Em 2050 este valor deverá exceder os 40,4%.

Portugal ocupa a 34ª posição no relatório do “Índice Global de Envelhecimento 2013”. Este relatório é elaborado pela HelpAge International, apoiado pela UNFPA (Fundo Mundial de População das Nações Unidas) que mede a qualidade de vida e o bem-estar das pessoas idosas a nível mundial. Analisa vários critérios das pessoas com mais de 60 anos de idade, como por exemplo: o rendimento (pensões, níveis de pobreza, etc.), a saúde, o emprego e a educação, a adaptação ao meio ambiente (acesso aos transportes públicos, liberdade cívica, segurança), entre outros.

O envelhecimento ativo, saudável e positivo implica saber “dar anos à vida e dar vida aos anos”, quer em qualidade de vida, quer em dignidade.

Todos envelhecemos. Deste modo, o envelhecimento é individual. Se cada um de nós for responsável pelo seu próprio envelhecimento teremos um envelhecimento coletivo, demográfico e societal mais ativo, saudável e positivo.

A Organização Mundial da Saúde (2002) define o envelhecimento ativo como um processo de optimização das oportunidades para a saúde, participação e segurança, para melhorar a qualidade de vida das pessoas que envelhecem.

O conceito de envelhecimento ativo, saudável e positivo implica a integração de um gerontólogo, em equipas multidisciplinares e interdisciplinares, com a finalidade de promover a saúde e prevenir a doença das pessoas que estão a envelhecer.

Este congresso visa promover o debate técnico-científico sobre o envelhecimento ativo, saudável e positivo para a promoção de uma melhor qualidade de vida e bem-estar de pessoas “maiores” portuguesas e sensibilizar a população idosa e a sociedade em geral para as estratégias de longevidade, através de saber ter um envelhecimento ativo, saudável e positivo. Procura, ainda, proporcionar informação ao idoso, aos seus familiares e cuidadores sobre os recursos (bens e serviços) disponíveis no mercado.

Serão, por conseguinte, momentos imperdíveis para potenciar novas oportunidades de emprego e aprendizagem (ao longo da vida) e incentivar as instituições socioculturais e pedagógicas a preparar a juventude para o seu próprio processo de envelhecimento ativo, saudável e positivo.

“O problema político da Humanidade consiste na combinação de três elementos: eficiência económica, justiça social e liberdade Individual”

John Maynard Keynes


O Director da Escola
Prof. Doutor António Ponces de Carvalho